Aula 2


Tema: O corpo, o seu entendimento nas sociedades tradicionais e os povos Ameríndios
Duração: 50 min
Objetivos: Identificar a concepção de corpo presente nas sociedades tradicionais, reconhecer a importância da corporalidade na organização dos povos Ameríndios, analisar as diferenças entre a perspectiva de corporalidade na sociedade ocidental moderna e nas sociedades tradicionais e elaborar um mapa conceitual sintetizando os conhecimentos apresentados.
Introdução
- Para iniciar, relembrar, resumidamente, a aula anterior e apresentar os objetivos da aula vigente. 
- Em seguida, apresentar algumas imagens de povos nativos de alguns países (como os indígenas no Brasil), para que os estudantes percebam que as sociedades tradicionais abrangem grupos em diferentes países. 
- Após esse momento, destacar, junto aos estudantes, pontos fundamentais da noção de corpo nas sociedades tradicionais, quais sejam, o corpo como representação da pessoa e o seu entendimento a partir de um viés integrador. Para subsidiar esse tópico, há algumas sugestões de leitura ao final do plano.
Desenvolvimento:
- Discutida a corporalidade dentro das sociedades tradicionais, agora é o momento de especificar nos povos Ameríndios. Para tanto, iniciar ressaltando que o corpo é um elemento fundamental para esses povos. Logo após, caracterizar o processo de “fabricação” do corpo, em que, nas diferentes fases da vida, o grupo intervém no e sobre o corpo de um indivíduo da etnia para que ele possua os seus códigos e símbolos. Como exemplo, apresentar um pequeno documentário que traz o ritual das formigas tocandiras dos Sateré-Mawé, que retrata uma intervenção sobre o corpo vivenciada pelos meninos da etnia. Por fim, refletir sobre a importância das práticas corporais nesse processo de construção. Para subsidiar esse tópico, há algumas sugestões de leitura ao final do plano.
Conclusão:
- Já encaminhando para o final da aula, refletir com os alunos a respeito da corporalidade na sociedade tradicional e nas sociedades tradicionais, em especial nos povos ameríndios, salientando as suas diferenças, os pontos de aproximação e com qual perspectiva possuem mais afinidade.
- Para encerrar, explicar o que é e o funcionamento de um Mapa Conceitual e solicitar a elaboração de um que sintetize os conhecimentos da aula anterior e da vigente. A entrega pode ser em cartolina, folha sulfite, em formato digital, o meio que o professor achar mais adequado.
Ampliando o conhecimento:
ALMEIDA, Arthur; SUASSUNA, Dulce; GRANDO, Beleni Saléte. As práticas corporais e a educação do corpo indígena: a contribuição do esporte nos jogos dos povos indígenas. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 32, p. 59-74, 2010.
DIAS, Márcio. O ritual Sateré-Mawé da formiga tocandira. (5m04s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ppDBBtm8eiw Acesso em: 29 de outubro de 2019.
GRANDO, Beleni Saléte. Corpo e Cultura: a educação do corpo em relações de fronteiras étnicas e culturais e a constituição da identidade bororo em Meruri-MT. Pensar a Prática (UFG), Goiânia-GO, v. 8, n.2, p. 163-179, 2005.
_______. Corpo e educação: as relações interculturais nas práticas corporais Bororo em Meruri-MT. Florianópolis: Tese (Doutorado em Educação), UFSC, 2004.
_______. Corpo e Educação: relações interculturais nas práticas corporais bororo em Meruri-MT. Motrivivência, Florianópolis SC, v. Ano XV, n.nº 20-21, p. 201-209, 2003.
LE BRETON, David. Antropologia do corpo e modernidade. Tradução de Fábio dos Santos Creder. Petrópolis: Vozes, 2011, 405 p.
SALA DE CIÊNCIAS. Como fazer Mapas Conceituais – Conceptual Mapping/ CMapTools. (6m36s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=RThwilejKw0 Acesso em: 29 de outubro de 2019.
SEJA UMA PESSOA MELHOR. Como fazer um MAPA MENTAL passo a passo. 2017. (7m37s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=m1qW0wPJV1M Acesso em: 29 de outubro de 2019.
VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo; SEEGER, Anthony; DA MATTA, Roberto. A construção da pessoa nas sociedades indígenas brasileiras. 1978. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
*Sugestões para as atividades:
- Ao invés de solicitar o Mapa Conceitual, pode ser requerido o Mapa Mental, que também se caracteriza como uma ferramenta que possibilita a solidificação dos conhecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário