Aula 1


Tema: O corpo e o seu entendimento na sociedade ocidental moderna
Duração: 50 min
Objetivos: Identificar a concepção de corpo presente na sociedade ocidental moderna, conhecer o percurso histórico da construção da concepção de corpo da sociedade ocidental moderna, analisar as implicações que a concepção vigente de corporalidade da sociedade ocidental moderna acarretam aos indivíduos.
Introdução:
- Para iniciar, apresentar os objetivos da aula, a fim de que os alunos estejam cientes daquilo que se espera alcançar com a aula vigente.
- Em seguida, desenvolver a técnica “one minute paper” (artigo em minuto), questionando–os a respeito do entendimento que possuem sobre corpo e corporalidade. Essa ferramenta tem por objetivo que os alunos escrevam em um pedaço ou folha de papel as suas ideias sobre o tema proposto no período de 1 minuto (ao final do plano tem um material complementar que aborda a utilização da técnica e as suas possibilidades). Ao final do tempo estabelecido, permitir, aos alunos que tenham interesse, expressarem as suas opiniões a respeito das questões.
- Após as ideias apresentadas pelos alunos e, finalizando a parte introdutória, exibir algumas imagens, que representem pessoas de diferentes etnias, e indagar a turma, se a concepção que eles possuem, abrange todos os “corpos” das imagens.
Desenvolvimento:
- Ressaltar aos alunos que podemos compreender o corpo sob uma perspectiva biológica (trazer a concepção presente no dicionário) e sob uma perspectiva cultural (trazer a concepção antropológica – algumas sugestões ao final do plano), mas que é fundamental instituir uma interação entre elas. Para ilustrar a discussão, apresentar uma imagem que caracterize uma pessoa da sociedade ocidental moderna e outra de uma sociedade tradicional (um indígena) e pedir que os alunos exponham as diferenças. Em seguida, fazer uma ponte com a construção histórica da corporalidade na sociedade ocidental moderna.
- Nesse percurso histórico, deverão ser abordados elementos presentes desde a Idade Antiga (Grécia), Idade Média (a contribuição dos eventos festivos), Idade Moderna (a interferência da visão biomédica), até chegar aos dias atuais. Para subsidiar esse tópico, há algumas sugestões de leitura ao final do plano.
- Ao final do trajeto histórico, mostrar algumas imagens que representem esse corpo ocidental atual hegemônico e que tem como características ser isolado, compreendido como uma máquina e que há uma valorização do “ter” sobre o “ser”.
Conclusão:
- Já encaminhando para o final da aula, assistir com os alunos o curta-metragem “Em busca do corpo perfeito”. Na sequência, refletir a respeito da concepção predominante sobre a corpo na nossa sociedade e questionar os alunos: como a cultura de consumo afeta o corpo de um adolescente? Como nos portamos diante dessa situação?
- Para encerrar, fazer um resumo dos pontos principais abordados e verificar a se os objetivos foram alcançados.
Ampliando o conhecimento:
BARBOSA, Maria Raquel; MATOS, Paula Mena; COSTA, Maria Emília. Um olhar sobre o corpo: o corpo ontem e hoje. Psicol. Soc. 2011; 23(1): 24-34.
CURTAS DA VIDA. Em busca do corpo perfeito. (8m01s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=b-5ASKgnWTc Acesso em: 24 de outubro de 2019.
DEL PRIORE, Mary Lucy Prioray.  Dossiê: a história do corpo. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 3, p. 14-15, jan./dez. 1995.
GRANDO, Beleni Salete. Do corpo e da cultura: indícios da realidade na perspectiva intercultural. Arquivos em movimento (UFRJ. online), v. 10, p. 138-154, 2014.
____________; HASSE, Manuela. Índio Brasileiro, Integração e Preservação. In: Reinaldo Matias Fleuri. (Org.). Intercultura: Estudos Emergentes. 1ed.Ijuú-RS: Unijuí, 2002, v. 1, p. 101-116.
LE BRETON, David. Antropologia do corpo e modernidade. Tradução de Fábio dos Santos Creder. Petrópolis: Vozes, 2011, 405 p.
MALUF, Sônia Weidner. Corpo e corporalidade nas culturas contemporâneas: abordagens antropológicas ISSN 1414-722X. Esboços (UFSC), PPGHistória/UFSC Florianópolis, v. 9, p. 87-101, 2002.
MAROUN, Kalyla; VIEIRA, Valdo. Corpo: uma mercadoria na pós-modernidade. Psicologia em Revista 2008 Dez; 14(2):171-86.
NETO, Adolfo. One minute paper. Disponível em: http://professoradolfo.blogspot.com/2007/03/one-minute-paper.html Acesso em: 24 de outubro de 2019.
TOMMASINI, Paulo. Minute Paper. 2016. (7m14s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=WI9iUo5JJKQ Acesso em: 24 de outubro de 2019.
*Sugestões para as atividades:
- Ao invés de utilizar o “one minute paper” no início da aula, o seu uso pode ser feito no final, para os alunos expressem o que aprenderam e quais as suas dúvidas. Na introdução, pode ser feito apenas os questionamentos sem anotações.
  


Nenhum comentário:

Postar um comentário